Blog do Quesada

Arquivo : janeiro 2013

Pato começa no banco mas estreia domingo
Comentários 21

Leandro Quesada

A contratação mais comentada do futebol brasileiro na atualidade será vista pela primeira vez em ação com a camisa do Corinthians.

Domingo, 17 horas, Pacaembu, no jogo Corinthians e Oeste, Alexandre Pato estreará pelo Timão.

O técnico Tite decidiu no final da tarde de hoje que o atacante fica no banco e entrará no decorrer do segundo tempo do duelo pelo Paulistão.

Tite explica que Pato pode “atuar mais centralizado ou pela lateral do campo”. Assim, Pato pode jogar ao lado de Emerson ou fazer dupla com Guerrero. Ele pode também atuar com Romarinho.

Dependendo da performance de domingo, Pato deve ser titular contra o Botafogo, quarta que vem, em Ribeirao Preto, já que Guerrero defenderá o Peru em amistoso.

A expectativa de estreia do jovem de 23 anos é enorme. Pato custou 15 milhões de euros e assinou contrato por quatro temporadas.

20130131-183648.jpg


Rosemberg é convidado para marketing da CBF
Comentários 10

Leandro Quesada

O vice-presidente do Corinthians não aceitou o convite para assumir sozinho o departamento de marketing da entidade mas não descarta dividir funções. A ideia do presidente da CBF, José Maria Marin, é criar um grupo de consultores, com três ou quatro especialistas no ramo, dentre eles, o corinthiano. Se for assim, Rosemberg faria parte deste conselho de “marqueteiros”.

Luis Paulo Rosemberg consultou Andrés Sanchez que esteve na CBF como diretor de seleções, antes de responder “não, obrigado”. Eles fazem parte do mesmo grupo no Pq. São Jorge e seria no mínimo curioso entrar na entidade que vê, hoje, Andrés Sanchez como grande desafeto.

Rosemberg, vice-presidente do Corinthians, deixou as funções na pasta de marketing do Timão, logo após a conquista do Mundial de clubes da Fifa no Japão. Ele sofria muitas pressões dentro do clube por algumas declarações como chamar o time de medíocre, de se colocar na pele de principal responsável pelas ações de impacto (por exemplo, a vinda de Ronaldo) e também por tocar com plenos poderes o projeto do novo estádio do Corinthians em Itaquera.

20130131-174205.jpg


No entrosamento, Timão bate Mogi
Comentários 11

Leandro Quesada

Se faltou ritmo de jogo, como era previsto, o Corinthians apelou para o entrosamento do elenco campeão da Libertadores e do Mundial do ano passado. A rotação dos comandados por Tite esteve mais lenta neste duelo. Natural para os jogadores que tiveram pouco tempo de descanso e de preparação para a nova temporada da bola.

Na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, voltaram ao time nove dos titulares que iniciaram a partida final contra o Chelsea, em Yokohama, na finalíssima da Copa do mundo de clubes da Fifa 2012. No segundo tempo, Douglas e Romarinho também entraram na partida.

O Corinthians jogou para o “gasto” e de virada bateu o Mogi Mirim por 2 a 1. A diferença técnica entre os dois times é enorme e mesmo longe de uma atuação de arrancar suspiros, a equipe de Tite não teve muitas dificuldades para levar os três pontos em casa.

O entrosamento de um time é como andar de bicicleta. Quem aprende não esquece mas se deixar de andar por um tempo, alguns tombos depois serão comuns. O gol de Jorge Henrique após o cruzamento de Emerson é a prova de que estes atletas se conhecem muito bem. E na base do entrosamento, sem ritmo ainda, o Corinthians “original”, campeão do mundo, ficou com a vitória.

20130131-020519.jpg
De pênalti, Fábio Santos virou o placar 20130131-020620.jpg
Após jogada de Emerson, Jorge Henrique empatou


Quem ainda acredita em Adriano?
Comentários 31

Leandro Quesada

Quando leio as notícias dos interesses de Santos e Guarani pelo imperador, fico sem entender nada, absolutamente nada.

Se sou dirigente ou técnico não correria o risco de trazê-lo para o meu time. E baseado, claro, nos fatos que cercam a carreira de Adriano nos últimos dois anos.

As cenas de falta de comprometimento de Adriano foram repetidas, sucessivamente, na Roma, no Corinthians e no Flamengo. Antes na Inter de Milão e no São Paulo, embora tenha feito gols, sempre ficou a dúvida sobre o real interesse dele de seguir como profissional de futebol. As obrigações foram um peso nas costas do atacante.

Quando “jogava” no Corinthians, Adriano fugia toda hora para a cidade maravilhosa. Já no Flamengo, ele frequentava a terra da garoa. A fuga se explica: Adriano queria ficar distante das responsabilidades de atleta, das rotinas de treinos e das concentrações.

Mudaram as cidades (Milão, São Paulo, Roma e Rio), os clubes e os colegas de profissão mas o comportamento do atacante seguiu complicado.

Quando todos pensavam que no time romano ele se redimiria, outra vez falhou. O Corinthians, então, surgia como o recomeço e novo fracasso. No Flamengo, clube de coração, a última chance e ele jogou tudo fora.

Quem arriscaria contratar um jogador como Adriano?

20130129-190518.jpg


Brunoro: “Gosto de desafios”
Comentários 24

Leandro Quesada

O novo homem forte do futebol do Palmeiras tem uma dura missão no Verdão. Trazer o time de volta ao sucesso não será uma tarefa simples. Trabalho longo, cheio de espinhos e com outros tropeços.

Brunoro sabe que mesmo sem tanto dinheiro é preciso reforçar a equipe e o elenco. O dilema é investir muita grana em um grande jogador ou trazer três ou quatro atletas de porte menor.

“Parece que a gente perdeu a Copa do Mundo. Peço calma. Não sei se a torcida terá com o time e comigo”, ao comentar a formação de uma equipe mais forte e competitiva.

As vaias e as cobranças da torcida não ajudam em nada neste instante, segundo o diretor executivo: “A torcida vive do passado. Aquilo que aconteceu no ano passado já acabou. O Palmeiras não vai continuar assim. A torcida precisa se unir. Os jogadores estão lutando, não estão encostados”.

Na primeira passagem pelo Palestra Itália, nos anos 90, a parceria com a Parmalat montou vários timaços, campeões paulistas, brasileiros e da Libertadores. Sobravam craques: Evair, Rivaldo, Roberto Carlos, Djalminha, Cafu, Rincon, Muller, Edmundo, Edilson, Antônio Carlos, Luizão e cia.

Hoje a realidade é bem diferente, sem o grande investidor e cofres cheios. “Gosto de desafios”, diz Brunoro.

20130128-210906.jpg
Nos anos 90, Brunoro veste a camisa do Palmeiras na era Parmalat


Corações palmeirenses divididos
Comentários 29

Leandro Quesada

A inusitada cena de torcedores trocando insultos nas arquibancadas do Pacaembu é a prova mais clara da falta da sintonia desta Sociedade Esportiva que atende pelo nome de Palmeiras.

Com a derrota iminente para o Penapolense, a ira da torcida aumentou no estádio municipal. Luan e Valdivia foram os alvos prediletos. Xingados por uns e defendidos por outros, eles sentiram na pele mais uma vez a enorme insatisfação dos fanáticos palmeirenses com as quedas constantes do time. Os torcedores também se xingaram.

Em campo nada dá certo. Jogadores cabisbaixos, sem autoestima, desesperados, nervosos e com o peso nas costas de não poder cometer nenhum erro. Assim fica difícil qualquer tentativa de recuperação. Até aqueles que não estiveram na queda do ano passado, como Fernando Prass, Ayrton e Wendell, sentem a pressão.

Pedir calma ao palmeirense neste momento incomoda muita gente. O fato é que o novo presidente nem completou uma semana de clube e um tempo deve ser dado para arrumar a casa.

“Queremos a mobilização da torcida. O apoio é necessário e não a divisão. Devemos canalizar estas forças para ajudar o time”, defende o técnico Gilson Kleina.

A consciência geral deveria ser a de que o caminho é longo e árduo até chegar aos dias melhores.

20130131-023600.jpg
A ira palmeirense nas arquibancadas

20130131-023739.jpg
Torcedor exaltado é repreendido pela PM


Luan está na mira de Inter, Atlético-MG e Cruzeiro
Comentários 30

Leandro Quesada

Gaúchos e mineiros estão interessados no atacante do Palmeiras. As propostas já estão na mesa de direção de futebol para serem analisadas. O empresário do jogador, o ex-atacante Magrão do Palmeiras, se reúne com Brunoro, diretor executivo, para tratar do tema.

Luan soltou o verbo depois das vaias recebidas na estreia do time no Paulistão. A famosa frase “Tô de saco cheio” abriu a possibilidade da negociação ocorrer com algum clube brasileiro.

Internacional de Porto Alegre e os mineiros Atlético e Cruzeiro disputam o atleta. Se o negócio for bom, o Palmeiras libera o atleta.

O técnico Gilson Kleina quer “resgatar” o futebol de Luan em outro posicionamento. “Vejo o Luan em outra posição. Acho que ele é mais de área, brigador e tem o tato do gol. Não o usaria pelas beiradas. Com dois atacantes de área, ele pode ser um deles”, conclui o treinador.

20130125-194501.jpg


Atlético-MG e São Paulo estreiam na fase de grupos dia 13, em BH
Comentários 13

Leandro Quesada

A não ser que aconteça um milagre para o Bolívar, São Paulo e Atlético-MG duelarão na primeira rodada do Grupo 3 da Libertadores, dia 13 de fevereiro, em Belo Horizonte. O Arsenal da Argentina e o Strongest da Bolívia são os adversários brasileiros nesta chave.

Os bolivianos foram derrotados por 5 x 0, no Morumbi, no primeiro duelo contra o Tricolor paulista nesta fase preliminar. A volta está marcada para a próxima quarta, em La Paz.

Foi um passeio. Luis Fabiano (2), Osvaldo, Rogério Ceni e Jadson anotaram na goleada são-paulina.

A diferença técnica entre as duas equipes é gritante. O Bolívar parece um time semi-amador. Prova de que o inchaço proposto pela Conmebol não acrescenta nada ao principal torneio sulamericano. A ausência dos bolivianos não seria sentida caso não tivessem entrado na atual disputa.

O esquema ofensivo com Aloísio, Luis Fabiano e Osvaldo funcionou muito bem e triturou o Bolívar. Jadson armou as jogadas para o trio com o apoio tímido dos laterais Douglas e Cortez. Ganso entrou na segunda etapa mas teve pouco tempo para mostrar algo com o placar já definido.

O São Paulo está classificado.

20130124-000402.jpg


Dívida de Vasco com Romário atrapalha vida de Dedé
Comentários 3

Leandro Quesada

A dívida do clube de São Januário com o baixinho é o empecilho para a possível saída de Dedé. No ano passado, o justiça penhorou 5% dos direitos econômicos de quatro jogadores vascaínos, dentre eles o zagueiro. Ainda Nilton, Eder Luis e Felipe Bastos.

O temor de Corinthians e Santos é justamente este. Contratar o bom defensor pode dar dor de cabeça por causa desta pendência financeira envolvendo Vasco e Romário.

Além deste fator, o Vasco da Gama não está disposto a perder Dedé. O valor de R$ 9 milhões apontado para a transação não agrada a cúpula vascaína.

Os direitos econômicos de Dedé estão divididos assim: Vasco (45%), Liga Participações & Intermediações (45%) e Villa Rio (10%). O Vasco tem prioridade na compra dos direitos que são dele.

O agora deputado federal Romário cobra do Vasco cerca de R$ 58 milhões, em valores corrigidos. Em contrapartida, os advogados vascaínos contestam a confissão de dívida feita pelo ex-presidente Eurico Miranda no valor de R$ 22,5 milhões, obtida por Romário, em 2004. Dívida referente aos direitos de imagem do jogador.

20130123-200625.jpg
Romário e Eurico Miranda

20130123-201043.jpg
Dedé em jogo do Vasco


Faltou Kaká; Felipão ressuscita J. César
Comentários 18

Leandro Quesada

De uma forma geral, achei boa a primeira convocação feita por Felipão. O pentacampeão manteve a base de atletas usada pelo antecessor para o amistoso contra a Inglaterra, em Wembley, dia 6 de fevereiro.

Ronaldinho Gaúcho e Hernanes mereciam novas chances. Felipão acertou. Principalmente, Ronaldinho. Por outro lado, Felipão poderia ter convocado Kaká. Se ele não serve ao Real Madrid, problema do Real e de Mourinho. Na seleção, Kaká tem lugar.

Já a volta de Júlio César veio no momento em que o goleiro não atravessa grande fase para ser lembrado. Espero que o ex-flamenguista retorne com mais humildade, algo que faltou a ele durante a Copa da África do Sul. Júlio César entrou na pilha da dupla Dunga-Jorginho e mostrou-se “marrento” com a imprensa. Espero também que jogue mais do que em 2010, quando teve atuação ruim diante dos holandeses, na eliminação da seleção brasileira.

Neymar, Oscar, Lucas, David Luiz, Daniel Alves, Luis Fabiano, Fred, Hulk, Leandro Castán, Diego Alves, Paulinho, Ramires e Arouca estavam nas últimas convocações de Mano Menezes. Dante e Miranda são as caras novas do time de Felipão.

Veja a lista:

Goleiros
Diego Alves (Valencia)
Julio Cesar (Queens Park Rangers)
Laterais
Daniel Alves (Barcelona)
Adriano (Barcelona)
Filipe Luis (Atlético de Madri)
Zagueiros
David Luiz (Chelsea)
Dante (Bayern de Munique)
Miranda (Atlético de Madri)
Leandro Castán (Roma)
Volantes
Arouca (Santos)
Paulinho (Corinthians)
Ramires (Chelsea)
Hernanes (Lazio)
Meias
Lucas (Paris Saint-Germain)
Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG)
Oscar (Chelsea)
Atacantes
Fred (Fluminense)
Hulk (Zenit)
Neymar (Santos)
Luis Fabiano (São Paulo)

20130122-192409.jpg
Marin e Felipão durante a convocação

20130122-192451.jpg
O titular da Copa 2010, J. César, volta

20130122-192545.jpg
Pentacampeão Ronaldinho reencontra Felipão