Blog do Quesada

Arquivo : março 2013

O pênalti de Rogério Ceni em Pato
Comentários 87

Leandro Quesada

O lance polêmico aconteceu aos 32 minutos da etapa final. Na disputa de bola, dentro da área são-paulina, o goleiro Rogério Ceni acerta o atacante Alexandre Pato.

Rogério Ceni reclamou da marcação da falta: “Isso foi uma solada”.

Já Pato evitou a polêmica: “Vocês resolvam o que foi no lance”.

O Corinthians venceu o São Paulo por 2 x 1, no Morumbi, pelo Paulistão.

20130331-185623.jpg

20130331-185803.jpg

20130331-190001.jpg


A ‘semana decisiva’ dos paulistas na Libertadores
Comentários 2

Leandro Quesada

Os três grandes times da capital podem selar a ‘sorte’ na competição sulamericana nos jogos desta semana.

Terça-feira é o dia do duelo do Palmeiras contra o Tigre, quarta é a vez do Corinthians diante do Millonarios e na quinta, o São Paulo contra o Strongest.

Teoricamente, a tarefa palmeirense parece ser a mais tranqüila, apesar das oscilações da equipe, com direito até a goleada no interior. O Verdão é o único que atuará em casa e o adversário não é nenhum Boca. A equipe de Kleina que depende apenas dela para se classificar, ainda terá o líder Libertad no Pacaembu e o Sporting Cristal, em Lima, pela frente. A vitória na terça contra o Tigre coloca o Palmeiras na segunda posição do grupo.

Corinthians e São Paulo jogarão longe dos domínios deles.

O atual campeão da Libertadores visita o Millonarios, em Bogotá. A classificação para a fase de oitavas pode ser confirmada já na quarta-feira. O empate do Corinthians e a vitoria do Tijuana do México sobre o San José da Bolívia definem a vaga corinthiana. Na ultima rodada, o Timão recebe o San José.

O Tricolor encara nas alturas da Bolívia, o Strongest. Este é o confronto mais difícil e arriscado dos três. Jogar na altitude de 3600 metros, com a obrigação de vencer, é a situação complicada que se apresenta ao time de Ney Franco. Se o São Paulo conquistar a vitória em terras bolivianas e Atlético Mineiro bater o argentino Arsenal, o Tricolor ficará perto da vaga. No último jogo deste grupo, o duelo será contra o Galo, no Morumbi. O empate neste encontro de brasileiros classifica o time do Morumbi.

20130331-140257.jpg

20130331-140302.jpg

20130331-140427.jpg


Gilson Kleina ganha ‘sobrevida’ até Libertadores
Comentários 24

Leandro Quesada

Em instantes, na Academia de futebol, a cúpula de futebol confirma a permanência do técnico.

Embora a pressão seja enorme para a demissão de Kleina, o presidente Paulo Nobre e o diretor-executivo José Carlos Brunoro decidem mantê-lo no cargo, pelo menos por enquanto.

Ontem, o Palmeiras foi goleado por 6 a 2 pelo Mirassol. Logo depois, alguns conselheiros e parte da torcida pediam mudanças no comando do time. Nobre e Brunoro, nada suscetíveis aos apelos, definem que o trabalho segue com Kleina.

O treinador ganha sobrevida até a próxima terça-feira, quando o Palmeiras encara o Tigre, pela Libertadores, no Pacaembu.

20130328-144548.jpg


Tricolor sobra, Palmeiras sofre e Corinthians tropeça
Comentários 9

Leandro Quesada

Os três grandes clubes da capital vivenciaram resultados distintos na noite desta quarta-feira.

Primeiro lugar Líder com 35 pontos e um jogo a menos, o São Paulo manteve a ponta do Paulistão. Luis Fabiano brilhou ao marcar os dois gols da vitória contra o Paulista. Se no torneio estadual, o time de Ney Franco “sobra”, na Libertadores, o sinal de alerta está ligado por causa do risco de não conquistar a classificação para as oitavas. O desafio depois do clássico de domingo diante do Corinthians será o Strongest, nas alturas de La Paz.

Sofrível O Palmeiras sofreu uma derrota vexatória. E como sofreu. A goleada para o Mirassol por 6 x 2, no interior, mostra que o elenco precisa ser ainda reforçado para encarar, principalmente, a Série B do campeonato brasileiro. Foi a pior derrota sob o comando de Gilson Kleina. Deu tudo errado. Resta saber que tipo de reflexo esta queda terá, já na semana que vem, contra o Tigre, no Pacaembu, pela Libertadores.

Tropeço O Corinthians sentiu a falta de Alessandro, Ralf, Paulinho, Danilo, Renato Augusto e Pato. Em casa, o Timão parou diante do Penapolense. Nem mesmo com as presenças de Chicão, Paulo André, Fábio Santos, Emerson e Guerrero, a equipe de Tite conseguiu bater o adversário. Resultado ruim se levar em consideração a qualidade técnica das duas equipes. Assim como São Paulo e Palmeiras, o Corinthians joga na competição sulamericana, contra o Millonarios, na Colômbia, na próxima quarta. E vai precisar dos jogadores que não atuaram ontem.

20130328-004823.jpg

20130328-004842.jpg

20130328-004850.jpg


Tite deseja a seleção brasileira na Copa de 2018
Comentários 22

Leandro Quesada

Primeiro, ele desconversou, mas depois admitiu, com sorriso no rosto, a vontade de comandar a seleção brasileira, depois do Mundial no Brasil.

Na entrevista exclusiva à Rádio Bandeirantes, indagado por mim se gostaria de dirigir o Brasil na Copa de 2018, na Rússia, Tite ‘enrolou’ e no final da resposta confessou: “Claro que o trabalho realizado no Corinthians, ser campeão brasileiro, da Libertadores e mundial, todos este títulos importantes, te credenciam”.

Eu, então, insisto e pergunto se ele quer conhecer a Rússia: “Eu posso conhecer a Rússia… sim, sim (risos)”.

O ex-mandatário do Corinthians, Andrés Sanchez, candidato ao cargo de presidente da CBF já revelou que o técnico da preferência dele, no momento, é Tite.

20130326-133323.jpg


Seleção: As coisas não estão tão ‘russas’ assim
Comentários 19

Leandro Quesada

Era uma vez um duelo contra os russos (antes soviéticos) em que a seleção brasileira de futebol vencia este adversário. Nas Copas de 58, 82 e 94 deu Brasil.

Desta vez, em Londres, em amistoso internacional, os pentacampeões tiveram enormes dificuldades para romper a melhor defesa das eliminatórias da Europa. A Rússia manteve o gol dela impenetrável e intacto até os 44 minutos do segundo tempo.

Gol de Fred, após jogada de Marcelo, para empatar a partida disputada no estádio do Chelsea.

Os russos sempre foram fortes na marcação e agora sob o comando de Fábio Capello estão mais organizados no setor. Marcação firme e contra-ataque são duas boas armas russas. O Brasil caiu na “arapuca” do mister italiano.

Foi um teste difícil e importante para a nova fase da seleção brasileira. Um rival que joga de forma séria, “chega junto” e não dá espaços.

Mesmo com atletas talentosos como Neymar, Kaká, Oscar e Hernanes, o time de Felipão criou poucas chances de gol. No quesito individual, os citados não fizeram a diferença. O Brasil jogou melhor no segundo tempo mas não transformou a atuação em vitória. O empate caiu do céu, com o oportunista Fred.

Segue a seleção brasileira sem vitórias com Felipão. Mas nada a ponto de realizar uma manifestação e parar a Av. Paulista.

20130325-192111.jpg

20130325-192118.jpg

20130325-192159.jpg


Clássico “zerado” mostra Paulistão insosso
Comentários 9

Leandro Quesada

Campeonato longo, modorrento, arrastado, com a maioria dos times do interior de nível fraquíssimo, grandes sem tesão algum e com formato estúpido em que 40% dos times se classificam para a próxima fase.

O Paulistão 2013 é de interesse irrisório.

Os últimos três clássicos foram as baixas referencias da qualidade técnica e da competitividade até aqui no torneio.

O empate por 0 x 0 entre Palmeiras e Santos foi o terceiro sem gols. Antes Santos x Corinthians e São Paulo x Palmeiras também não estufaram as redes rivais. Jogos sem gols são marcados, invariavelmente, por atuações ruins.

Os bons clássicos tiveram gols. Na Vila Belmiro, o Santos bateu o São Paulo por 3 x 1. No Pacaembu, Corinthians e Palmeiras ficaram no 2 x 2.

Na tarde deste domingo, na capital paulista, palmeirenses e santistas fizeram um duelo sofrível. Os desfalques de Neymar, Valdivia, Marcos Assunção, Henrique, Montillo e Vilson foram fundamentais para deixar o encontro mais pobre no quesito qualidade.

Em campo, os ataques foram inoperantes e tímidos. Os sistemas defensivos atuaram bem e não foram superados, infelizmente, para tirar os zeros do placar.

20130324-183939.jpg


Muricy: “Deixa o Neymar namorar”
Comentários 18

Leandro Quesada

A vida pessoal de Neymar é toda hora invadida pela mídia. Natural que isso aconteça com a figura esportiva mais comentada, filmada e fotografada do Brasil.

Faz parte da fama ser alvo do interesse público. As pessoas querem saber o que Neymar faz quando não está em campo driblando e marcando gols, quem ele namora, onde se veste e qual é a cor da tinta no cabelo.

Neymar é jovem, milionário e bem-sucedido. Poucos na idade dele conseguiram enriquecer em tão pouco tempo. Tudo graças ao dom que tem para jogar bola.

Agora Neymar está apaixonado, vivendo um grande amor. Tudo normal até aí também. Então, surge a pergunta: o garoto de ouro da Vila desfocou?

O técnico do Santos, Muricy Ramalho, defendeu o craque, em entrevista à Rádio Bandeirantes, aos jornalista Ricardo Capriotti e Cláudio Zaidan. “Ele treina mais do que todo mundo, não reclama e decide os jogos. Não se deve meter na vida particular dele. Ele está namorando, ótimo. Quem não namora, se apaixona? Deixa o Neymar namorar”, afirmou Muricy.

20130323-164140.jpg


Adriano no Palmeiras é tiro no pé
Comentários 25

Leandro Quesada

Ele foi um dos grandes centroavantes do futebol. O Adriano da seleção brasileira na Copa América de 2004 e Copa das Confederações do ano seguinte faz parte do passado. Infelizmente pra todos. O Adriano da Inter de Milão também.

A última fase da carreira foi envolvida por problemas extra-campo, ausências nos treinos e falta de comprometimento. Mudaram as cidades e os times, mas a má vontade do imperador com o trabalho era evidente.

Roma, São Paulo e Rio… Roma, Corinthians e Flamengo…

As cenas se repetiriam com freqüência, na chegada aos novos clubes, com as promessas da volta por cima. Depois, as desculpas esfarrapadas de sempre.

Na Roma, a chance de reprisar o sucesso da Inter de Milão. No Timão, a tentativa de recomeço e novo fracasso. E, finalmente, no Flamengo, a última cartada.

O Palmeiras gostaria de ter a certeza de que Adriano está ainda “comprometido com a carreira”.

Talvez as passagens pela capital italiana, a terra da garoa e a cidade maravilhosa não são suficientes para a cúpula de futebol do Palmeiras encerrar o suposto interesse por Adriano.

20130322-215854.jpg


Brasil e Itália foi aperitivo apenas
Comentários 9

Leandro Quesada

Na rica, cara e diplomática Genebra, os maiores campeões das Copas do mundo fizeram um duelo equilibrado. O empate foi justo. Sem mais.

É óbvio que sem a importância dos confrontos históricos da final de 70, no México, quando o Brasil triturou a Itália por 4 a 1 ou na final de 94, nos EUA, quando venceu nos penaltis. Sem falar nas Copas de 38 na França e 82 na Espanha, onde os ‘carcamanos’ eliminaram os brasileiros.

Brasil e Itália é sempre Brasil e Itália, interessante, nervoso e disputado.

No encontro em terras suíças, a seleção de Felipão insistiu na presença de três atacantes. Fred fez o dele (gol), Neymar participou dos dois gols e Hulk, nervoso, destoou.

Faltou Kaká ao lado de Oscar. A propósito, o ex-são-paulino entrou na vaga do ex-são-paulino no segundo tempo. Com Kaká no lugar de Hulk, a criatividade seria maior e a dupla Fred-Neymar teria mais oportunidades. Oscar se movimenta, se apresenta e a vai pra cima dos adversários.

Felipão elogiou a zaga mesmo com David Luiz e Dante sem o entrosamento ideal.

O goleiro Júlio César parece inseguro às vezes. Ele oscila entre defesas difíceis e lances como o segundo gol italiano marcado por Balotelli, quando estava adiantado.

O volante Fernando fez o arroz com feijão nos desarmes. Ele corrigiu um pouco o buraco do meio-campo no jogo anterior contra a Inglaterra, com Ramires e Paulinho.

Hernandes é talentoso mas pode produzir bem mais.

Nas laterais, os pontos fracos. Daniel Alves, tímido, nem lembrou o Daniel Alves do Barcelona. Filipe Luís esteve inseguro o tempo todo em que ficou em campo.

Brasil 2 x 2 Itália, em Genebra, é apenas o aperitivo do encontro em Salvador, no dia 22 de maio. Nesta data, os rivais realizarão partida pela Copa das Confederações na nova arena Fonte Nova. Aí sim poderemos cobrar Felipão e “sua” nova família.

20130321-225353.jpg

20130321-225400.jpg

20130321-225405.jpg