Blog do Quesada

Arquivo : janeiro 2012

São Paulo usa ex-sócio do Corinthians para ter Nilmar
Comentários 57

Leandro Quesada

Como este blog antecipou em novembro do ano passado, o tricolor projetava para a atual temporada a formação do ataque com Luis Fabiano e Nilmar.

Com a ajuda do empresário Pini Zahavi, sócio de Kia Joorabchiam, ex-parceiro do Corinthians, o São Paulo investirá uma parte dos 7 milhões de euros que o Villarreal da Espanha quer para fechar o negócio.

Nilmar foi companheiro de Luis Fabiano no elenco da seleção brasileira, na Copa da África do Sul.

Se no time de Dunga, eles não formaram o ataque titular, no São Paulo, certamente, a dupla será possível com Emerson Leão.

Nilmar começou a carreira no Inter de Porto Alegre. O talento lhe rendeu o apelido de ‘Nilmaradona’ e logo despertou o interesse do exterior. A primeira experiência na Europa foi no Lyon, da França. Na volta ao futebol brasileiro, contratado por milhões pela MSI, ele defendeu o Corinthians, mas duas contusões graves no joelho atrapalharam as atuações. Nilmar retornou ao Beira-Rio, antes da segunda passagem pela Europa, para atuar no Villarreal.


Cúpula corinthiana dá ‘enésima’ chance a Adriano
Comentários 34

Leandro Quesada

Me perdoem o termo mas se alguém pensar  melhor para o texto, por favor! É uma “cagada” atrás de outra me disse uma pessoa ligada aos dirigentes. Eu agora não tenho dúvidas de que o imperador não está mais interessado na carreira. Uma lástima o comportamento dele.

No ano passado foram vários momentos de comprometimento zero, 42 faltas em sessões de fisioterapia, incapacidade para perder peso e desconsideração pelos colegas ao não participar da festa de comemoração da conquista do Brasileirão. Agora, ausência no treino por causa de aniversário da mãe no Rio.

Qual é a desculpa agora? O Corinthians pagará os altos salários até quando? Adriano vai entrar na linha e no peso ideal em 2013 apenas? Adriano está no Corinthians para ajudar ou não? Ele tem problemas psicológicos?

A sorte ainda bate na vida deste cidadão, mas um dia ela acaba. Pena que Adriano jogue a carreira na lata do lixo outra vez. Ele seria importante para o futebol pobre do Brasil.

Os dirigentes darão mais uma chance para Adriano.


O caldeirão do verdão
Comentários 25

Leandro Quesada

A ebulição palmeirense sustenta o início da temporada. As velhas máculas de 2011 ainda habitam o ambiente alviverde. O ano é novo mas a crise é a mesma.

A crise de relacionamento entre Felipão e Frizzo segue. Não há sintonia. O técnico não é atendido nos nomes que pede para reforçar o time. Felipão apresenta dois ou três jogadores por posição mas nenhum deles é contratado. Então, surgem possibilidades pouco interessantes para o treinador, segundo o próprio.

O presidente Arnaldo Tirone fica em saia justa. O mandatário precisa controlar os egos administrativos do vice. Ao mesmo tempo precisa dar ouvidos ao técnico que é aquele que monta a equipe e será cobrado adiante.

Até aqui nenhum grande jogador foi adquirido pelo Palmeiras. As promessas ficaram na conversa, por enquanto. Os torcedores sabem que os dias melhores demorarão um pouco para chegar.

A única perspectiva imediata é um time com muita vontade. Apenas!


Thiago Neves troca Flamengo pelo Fluminense
Comentários 161

Leandro Quesada

O Flu levou a melhor sobre o Fla e terá Thiago Neves no elenco a partir de agora.

O Flamengo ofereceu 14 milhões de reais – em quatro parcelas – ao Al Hilal da Arábia Saudita. Os sauditas refutaram o valor e como sabiam do interesse do clube das Laranjeiras, aguardaram a proposta melhor chegar. 

E a proposta tricolor chegou: o Fluminense pagará 15 milhões de reais em trés prestações de cinco para contar com Thiago Neves.

A Unimed, parceira do Fluminense, banca o retorno do ídolo.

Thiago Neves jogará pela terceira vez no Flu. Na primeira passagem (2007 e 2008) foi campeão da Copa do Brasil e ajudou a equipe a chegar à final da Libertadores. 

Na segunda em 2009, depois de atuar pelo Hamburgo da Alemanha, voltou para o Rio mas não teve grande sucesso e em seguida foi parar na Arábia Saudita. 

Agora, ele deixa o rival Flamengo para disputar pelo Fluminense a Copa Libertadores.


Henrique vai jogar na Inglaterra
Comentários 1

Leandro Quesada

O jovem talento do São Paulo atuará no Queen’s Park Rangers da primeira divisão inglesa.

O atacante será emprestado por uma temporada com prioridade de compra em definitivo pelo time da Inglaterra. Os valores do empréstimo giram em torno de 500 mil euros.

Ao contrário da seleção brasileira, onde se destacou (eleito o melhor jogador do Mundial Sub-20), no São Paulo, Henrique teve poucas oportunidades.

Assim que o visto de trabalho for liberado, Henrique começa a trabalhar na terra da Rainha.

O Queen’s Park Rangers é um time pequeno de Londres, fundado em 1882 e com apenas um título importante, a Copa da liga inglesa de 1967.


Felipão veta ‘traíra’ francês no verdão
Comentários 86

Leandro Quesada

Felipão não seria inocente a ponto de aceitar o meio campista Malouda no Palmeiras.

O francês fez parte do grupo que boicotou o técnico pentacampeão no Chelsea. Outros ajudaram também a atrapalhar o trabalho de Felipão. O atacante Drogba da Costa do Marfim foi ingrato com o treinador, que o liberou para tratar de uma contusão crônica no joelho, para depois voltar em grande estilo. O alemão Ballack, que não foi titular absoluto, fez a “panelinha” para derrubar o brasileiro do cargo. Drogba e Ballack tinham interesse nos atritos para deixar o Chelsea. O africano estava na mira da Inter de Milão, então, dirigida por José Mourinho.

Os ingleses Terry e Lampard, no entanto, apoiaram Felipāo durante a passagem pelo futebol inglês. Com ele no comando do Chelsea, Anelka voltou a marcar gols, Ashley Cole e Kalou ganharam mais espaço. Ao mesmo tempo, ele perdeu dois atletas importantes como Essien e Joe Cole que se contundiram.

Com tantos problemas fora de campo, os resultados não apareceram. A torcida estava insatisfeita com a falta de vitórias nos clássicos. O empate com o frágil Hull City foi a gota d’água para a demissão de Felipão.

A família “Scolari”, sucesso na campanha do penta pelo Brasil na Copa de 2002, não foi reproduzida na Inglaterra.

Os traíras detonaram e derrubaram Felipão em Londres.

Malouda foi um deles. Um bom jogador apenas, que já passou do auge e agora vive a última fase da profissão. Melhor assim para o Palmeiras.


O pobre mercado de transferências
Comentários 13

Leandro Quesada

Não é de hoje que a janela de transferências internacionais é fraca no início de ano. Se estamos na expectativa de uma nova temporada no país do futebol, na Europa, grande consumidor dos craques brasileiros, os elencos estão montados, já que para os europeus a temporada está na metade da disputa.

Sempre foi assim, em junho e julho com o mercado mais turbinado. Nos últimos dois anos, no entanto, os investimentos dos grandes clubes europeus diminuíram, consideravelmente.

Qual foi a grande contratação envolvendo clubes do Brasil e do velho continente neste dias ? (até a confecção deste texto). E dentro do país, nenhuma transferência foi bombástica.

O dinheiro está mais raro no futebol de hoje. Antes, os times rasgavam dinheiro e gastavam com qualquer jogador. Agora, nem a “nata” de atletas ou mesmo jogadores medianos estão envolvidos nestas negociações. Muito por causa também da prestação de contas que os governos exigem cada vez mais dos clubes da Europa, impedindo a lavagem de dinheiro.

Negociações de médio porte estão menos intensas. Antes qualquer jogador era alvo fácil do mercado do exterior.


Barcelona emplaca tri de Messi
Comentários 23

Leandro Quesada

Quem ganhou o título de melhor jogador de futebol do planeta foi o Messi do Barcelona e não o Messi da seleção da Argentina. Ah! Messi deve dizer todos os dias: “Gracias, Barça!”.

O time catalão ergue Messi para o estrelato, enquanto que a equipe nacional do país dele tem mais atrapalhado nos últimos anos. O Barcelona ganha tudo por ter craques espanhóis e também Messi. Na Argentina, Messi tem a companhia de péssimos colegas. É verdade que Maradona atuou ao lado de um “monte de pernas-de-pau” e mesmo assim levou a Argentina ao posto mais alto. Ah! Também levou o Napoli ao melhor momento da história do clube tendo apenas a ajuda do craque brasileiro Careca.

Ao contrário dos também tricampeões Ronaldo e Zidane – como melhor jogador do mundo pela Fifa – Messi ainda não se consagrou em uma Copa do Mundo. Em 2010 na África do Sul, a presença foi apagada. Ronaldo e Zidane, no entanto, foram monstros em Mundiais de selecões.

Ainda jovem e já consagrado, Messi agora deve almejar o mesmo sucesso do Barça na seleção da Argentina. A partir daí poderá se comparar ao astro Diego Armando Maradona. Apenas a Maradona, pois nunca será Pelé como alguns lunáticos já pensam em igualar.


Fama de jogador problema tira Carlos Alberto do Palmeiras
Comentários 182

Leandro Quesada

A pressão de alguns conselheiros teve peso preponderante na decisão de Arnaldo Tirone de vetar o negócio. 

Estes homens do conselho palmeirense entendem que as últimas participações do meiocampista não ajudaram em nada os clubes que ele defendeu. Além disto, Carlos Alberto tem a companhia da fama de jogador-problema, encrenqueiro e bipolar.

Felipão relutou, relutou, mas também não se encantou com a aquisição do novo reforço, posição que também contribuiu para que o negócio não vingasse.

O Palmeiras não quis correr o risco.

Carlos Alberto é um talentoso meio-campista, craque, de excelente domínio de bola e driblador. Na parte disciplinar, no entanto, teve atritos com técnicos, colegas e dirigentes.

Infelizmente, para ele, é a imagem que prevalece hoje em dia. 

As dificuldades no surgimento de jogadores de criação no futebol brasileiro aumenta a lamentação de se perder um jogador talentoso como é Carlos Alberto.


Montillo não vale 17 milhões de euros
Comentários 126

Leandro Quesada

Insanidade é pagar tal valor por um jogador de 27 anos que se aproxima da fase final da carreira e que terá o mercado europeu cada vez mais fechado para uma transferência. Talvez para a China ou Catar, Montillo possa ser negociado em dois ou três anos, com a possibilidade de retorno financeiro do clube que agora investir na aquisição dele.

A quantia pedida pelo Cruzeiro – 17 milhões de euros – é duas vezes maior que a oferecida pelo Corinthians – 8,5 milhões de euros.

O Corinthians não aumenta nenhum centavo na proposta, segundo a cúpula de futebol. O valor máximo já foi alcançado. Os mineiros jogam “duro” e não aceitam diminuir os valores.

O impasse segue mesmo com o argentino tendo dito que o desejo é atuar no Timão. Imagine o ambiente que o meiocampista terá entre os torcedores se ele continuar na Toca da Raposa neste ano.

Os 8,5 milhões de euros, que o Corinthians está disposto a desembolsar, comprariam a totalidade dos direitos econômicos do hermanito Montillo.